Inventário Florestal

Como elaborar a proposta e o contrato de inventário florestal

Quando falamos de inventário florestal, pelo menos duas pessoas estão envolvidas: o cliente e o executor. O cliente necessita de um trabalho de inventário florestal para atender determinado propósito e o executor se predispõe a realizar o trabalho técnico sabendo que o cliente possui uma demanda. Mas para que o executor possa formalizar seu trabalho, considerando os aspectos técnicos e comerciais, é preciso apresentar uma proposta ao cliente.

A determinação dos custos dos inventários florestais é um fator de real importância, pois eles podem regular, na maioria das vezes, todo o desenvolvimento do trabalho. Para se controlar os custos de um projeto de inventário, o ideal para determinar o custo por atividade ou grupos de atividades, relacionando-o com a mão-de-obra, material, equipamento e outros.

Saiba também: Custos do inventário florestal

O orçamento é a chave do sucesso para que o inventário seja realizado de maneira eficiente e com viabilidade econômica. Assim, é fundamental que ele seja elaborado de forma cuidadosa, cobrindo todos os itens previstos e ainda dando uma margem eventos não previstos. Ele deve prever folgas financeiras que possam cobrir fatalidades, evitando que o risco implique em prejuízo financeiro.

A proposta de inventário florestal, como em outras áreas, pode ser muito simples ou mais complexa, dependendo do cliente e das exigências formais, como a licitação, uma carta convite, pregão eletrônico ou outra modalidade de contratação que requer avaliações mais detalhadas e completas.

Geralmente empresas ou instituições públicas ou corporações privadas de grande porte requerem a submissão de propostas mais formais, contendo uma descrição bem detalhada de todos os procedimentos técnicos a serem executados, a constituição da equipe, um orçamento bem esmiuçado e elementos que façam com que o seu orçamento seja melhor que o da concorrência.

Porém, nem sempre a proposta e o preço são o fator decisivo. Quando entregamos um projeto bem feito e o cliente fica satisfeito, as chances de ser contratado novamente aumentam e os laços feitos anteriormente servirão para tornar o processo mais simples. Por isso, a fidelização de clientes é fundamental para qualquer empresa que deseja se tornar referência e continuar por muito tempo no mercado.

Outro ponto importante é que se saiba exatamente o que o solicitante necessita. Algumas vezes, a proposta não é bem sucedida devido à falta de clareza em relação às necessidades gerais e específicas do cliente. Por isso, antes de tudo, é preciso que haja a interação entre as partes, mesmo que seja por meio de conversa informal, para esclarecer as dúvidas e para que s duas partes cheguem a um concenso para a aceitação da proposta formal. Nesse contexto, é importante avaliar além do objetivo geral do inventário, as informações que o cliente possa necessitar e desejar incluir no trabalho.

O que também não pode ser desprezado, é a qualidade e a forma da proposta, pois isso pode ser julgado como padrão dos seus serviços. Propostas com defeitos passam uma imagem negativa e a preocupação com a escrita, clareza e padronização são pontos que precisam ter importância. Lembre-se, a proposta é o seu cartão de visitas.

Contrato de inventário florestal

Depois que a proposta foi aceita, o contrato de execução do serviço deverá ser providenciado. Ele deve ser feito em qualquer que seja o inventário, pois ele assegura os direitos e deveres das duas partes e em qualquer desacordo que venha a ocorrer, ele servirá de base para resolver a situação.

O contrato deve conter informações de que o contratado é qualificado profissionalmente para realizar o trabalho. Como eu disse anteriormente, nem sempre o menor preço é a melhor opção.

Cada contrato é único, por isso, mesmo que você tenha um modelo de contrato, as cláusulas deste devem ser adequadas à situação acordada durante a proposta. Dessa forma, é interessante que durante a negociação também sejam acordadas as obrigações e punições por descumprimento do trato.

Entenda também: O que esperar do setor florestal em 2018?

Essas punições são necessárias, mas diferente do que pode parecer, elas não podem existir para apenas uma das partes. O contratante deve executar o projeto de acordo com a proposta, mas contratado deve respeitar os prazos solicitados, bem como realizar o pagamento. Desta forma, seja bem claro na redação do contrato e tenha cláusulas para as duas partes.

Alguns ítens são básicos em um contrato:

  • Descrição das partes envolvidas no contrato;
  • Objetivo do inventário;
  • Informações que resultarão do inventário, descrevendo quais serão os produtos gerados ao final do serviço;
  • Metodologia descrevendo a metodologia de amostragem, medição precisão e cálculos;
  • Inspeção e aprovação do inventário, incluindo o pagamento.
  • Todos os prazos relacionados ao serviço.

Orçamento do inventário florestal

Para facilitar na elaboração dos orçamento do inventário florestal, principalmente para quem está começando a trabalhar na área de consultoria, elaboramos uma planilha básica para a elaboração do orçamento. É claro que ela deve ser adaptada de acordo com o projeto que será orçado, por isso, sinta-se a vontade para fazer modificações e adicionar outros fatores.

Veja também: 

 


Comentários

Sobre o autor

Fernanda Carvalho

Engenheira Florestal formada pela Universidade Federal de Viçosa. Continuou seus estudos na Technische Universität München, Alemanha, onde cursou disciplinas do Mestrado em Manejo de Recursos Sustentáveis com ênfase em Silvicultura e Manejo da Vida Selvagem. Dedicou grande parte da graduação a projetos de Educação Ambiental e pesquisas relacionadas a Celulose e Papel. Foi estagiária do Meio Ambiente Florestal da Fibria Celulose S/A trabalhando principalmente com Restauração Florestal e Formação Ambiental. Trabalhou com consultoria na Florestal jr, atuando principalmente em projetos de Inventário Florestal, Averbação de Reserva Legal e Mapeamento de Áreas. Atualmente trabalha como consultora do Software Mata Nativa na Cientec.